Só mais um site WordPress

SITE ODISEO  |  IMPRENSA  |  FACEBOOK  |  YOUTUBE  |  TWITTER  |  LINKEDIN
O futuro do trabalho

O Dia do Trabalho foi criado em 1889, por um Congresso Socialista realizado em Paris. A data foi escolhida em homenagem à greve geral, que aconteceu em 1º de maio de 1886, em Chicago, o principal centro industrial dos Estados Unidos naquela época. Desde então, muita coisa mudou para melhor.

E o que está por vir? Qual é o futuro do trabalho na era do conhecimento?

Achei pertinente traduzir o post da Andresa Guareschi sobre essa questão. Em tom de manifesto – bastante apropriado para a data – nossa colega da Odiseo Argentina aponta as principais mudanças que estão por ocorrer:

Não importará onde e quando as pessoas farão seu trabalho, desde que cumpram os objetivos nos prazos estipulados;

O trabalho deixará de ser um lugar para onde vamos e passará a ser algo que fazemos;

Algo que fazemos com prazer, porque a linha que distingue o trabalho da diversão será cada vez mais tênue;

Os dispositivos móveis como smartphones e tablets impulsionarão a conectividade remota e com isso nossa casa se parecerá cada vez mais com o escritório e o escritório parecerá cada vez mais com nossa casa;

As mídias sociais serão incorporadas como parte do ecosistema de meios laborais;

As intranets colaborativas oferecerão as ferramentas necessárias para que as equipes de trabalho desenvolvam seus projetos coletivamente sem que se encontrem necessariamente no mesmo edifício, cidade ou país;

As pessoas não se encontrarão para fazer business. Se encontrarão para fazer Bleasure (Business + Pleasure);

O trabalho do futuro, como toda mudança cultural, encontrará uma forte barreira nas empresas devido ao choque entre duas gerações, que falam idiomas diferentes;

Neste contexto, surgirão novos líderes, cujo papel será gerir a colaboração e o fluxo de conhecimento coletivo que emergirá como consequencia da interação nesses espaços.

 

E você? Tem algum palpite de como será o trabalho no futuro? Comente, dê sua opinião.

 

 

Deixe uma resposta