Só mais um site WordPress

SITE ODISEO  |  IMPRENSA  |  FACEBOOK  |  YOUTUBE  |  TWITTER  |  LINKEDIN
Trending

Sabe aquele “meme” que todo mundo posta na sua timeline? Aquele assunto super “quente” que circula nas redes sociais? Ou mesmo aquela foto que gerou centenas de “likes”? Tudo isso tem algo em comum: é o “Trending”, termo que designa os assuntos mais comentados na internet, e, em especial, nas redes sociais.

Talvez você se pergunte: mas o que isso tem a ver com o uso corporativo da internet? Em que isso pode beneficiar o meu negócio? Bem, a resposta a essas questões passa pelo viés que a web vem tomando em sua versão 2.0, a saber, um viés de “rede de conversações”. Conversações que estão, em si e por si, se tornando um ativo de valor a ser aproveitado pelas empresas, na forma de capital social consolidado.

E nada mais inteligente que saber captar e se inserir nos principais temas que agregam usuários e fazem com que eles troquem opiniões. Saber conduzir esse processo de forma adequada pode fazer a diferença na hora de consolidar a imagem de sua companhia como uma corporação com voz humana, participativa e atenta ás conversas que podem gerar lucro para o seu negócio. Afinal, é isso que se espera de uma empresa que pretende se adequar ao novo paradigma do mercado. Para que os interessados possam se situar e dar os primeiros passos na exploração desse terreno relativamente novo, preparamos um guia rápido em 7 passos:

1 – Esteja sempre atualizado. Se possível, mantenha um membro da equipe de colaboradores focado na tarefa de pesquisa e coleta de dados na rede. Lembre-se: sempre vale a pena investir parte do tempo de seu social media manager, comunnity manager ou analista de mídias sociais em pesquisa e atualização. Se sua empresa ainda não conta com um profissional desse tipo, é hora de repensar as prioridades de contratação. Atualmente, 4 de cada 5 internautas acessam redes sociais e blogs, e é simplesmente inviável ignorar o impacto desses números para seu empreendimento.

2 - Saiba diferenciar o conteúdo útil daquilo que não terá impacto no seu negócio, saiba usar o bom senso para filtrar informação.

3 – Domine a arte das tags, hashtags e key words. Saiba como e quando incluir esses “atalhos” em sua estratégia de divulgação.

4 - Adeque-se  ao “tom” da rede. Muitas vezes, a linguagem utilizada na web é informal, bem humorada e descontraída. Adeque-se ao meio, mas tenha o cuidado de não perder sua identidade no processo. Qualquer companhia pode utilizar uma linguagem acessível, mas é imprescindível que essa linguagem não fuja do “script” de comunicação adotado pela sua empresa.

5 – Compreenda o “seeding: procure estimular os usuários a compartilhar aquilo que você destacou como importante. O novo mercado é um ambiente de conversação multidirecional, um mercado de pessoas, onde o sistema clássico de marketing não costuma funcionar bem. Tenha em mente que a comunicação feita por pessoas comuns impacta bem mais que a propaganda “old fashioned”, que é verticalizada e hierarquizada. O novo paradigma da web supõe comunicação horizontal e igualitária.

6 – Não se esqueça: analisar o trending é uma excelente maneira de descobrir como seu público alvo se comporta na rede, seus gostos, prioridades…

7 – Desenv0lva o “timing”. Os trends da internet surgem rapidamente e tendem a desaparecer depressa, portanto, saiba o momento de usar a tendência sem parecer datado, e consequentemente perder impacto e visibilidade.

Tome nota destes primeiros passos, e fique á vontade para adequar-se a essa estratégia de divulgação conforme o perfil de sua empresa. Lembre-se sempre de que cada caso é um caso, e que não há receitas prontas para o sucesso. O desenvolvimento do “expertise” depende da capacidade de adaptação, diferente para cada nicho de mercado, e para cada corporação individualmente.

Boa sorte!

Ps: a imagem que ilustra o post é um trabalho de Christophe Vorlet, artista que conseguiu captar de modo excelente o assunto abordado através da arte.

4 Respostas a “Trending”

  1. Renato Dias disse:

    Eu acrescentaria: produza algo novo a partir das tendências. Gere valor para receber valor.

    Abraços!

    • fernandojesus@odiseo.com.br disse:

      Cara, concordo que é imprescindível produzir conteúdo original e gerar valor para receber valor, mas creio que o guia rápido apresentado se destina a um público que ainda está começando a compreender as novas relações na web, e quem tá começando precisa parar, estudar um pouco, se situar e aprender a se mover com desenvoltura dentro do novo paradigma antes de criar algo por si. Acho que isso já se encaixa mais como uma segunda etapa.

  2. Andresa disse:

    O interessante é que esse trabalho de identificar os tópicos de interesse pode – e deve! – ocorrer nao somente para fora da empresa mas também para dentro.

    É tao importante saber o que falam os nossos clientes como conhecer mais profundamente os interesses dos nossos colaboradores: quais suas principais dúvidas, problemas, áreas de conhecimento, áreas de oportunidade, necessidade de capacitacao, etc.

    Por isso a importancia de plataformas colaborativas que permitam captar e gestionar esse conhecimento.

    Quem sabe extamente sobre o que fala sua empresa hoje?

    • fernandojesus@odiseo.com.br disse:

      E indo um pouco mais além, talvez até desviando um pouco o tópico, também acho importante que existam relações entre colaboradores fora da colaboração corporativa. Creio que seja muito interessante que colaboradores de uma mesma companhia se relacionem também nas redes sociais, e se possível até mesmo no dia a dia, tendo essas relações permeadas pela amizade e horizontalidade. É muito mais simples, a meu ver, detectar e conhecer os interesses de pessoas com as quais nos identificamos não apenas na esfera profissional, mas também na pessoal. E acho sinceramente que caminhamos pra uma integração entre trabalho e vida pessoal que será extremamente benéfica. Os limites entre uma coisa e outra estão cada vez mais tênues, e a tendência é que acabem por desaparecer. Se bem aproveitada, essa é uma oportunidade pra ganhar qualidade e dinamismo em ambos os momentos da vida.

Deixe uma resposta